Band sinaliza retomada da dramaturgia e Marcílio Moraes envia projetos

Marcílio Moraes
Antenado ao mercado, Marcílio Moraes não quer mais contrato fixo e se oferece para reativar dramaturgia da Band (Imagem: Divulgação)

Em abril, durante a Rio Creative Conference, evento que promove todos os anos o maior encontro de negócios da América Latina entre produtores independentes, profissionais de televisão e mídias digitais, a Band informou por meio de sua apresentação que pretende retomar investimentos na dramaturgia, e se mostrou interessada em negociar séries e novelas com produtoras independentes.

O autor Marcílio Moraes, dispensado da Record há um ano, está conhecendo melhor este novo mercado e aproveitou a oportunidade para enviar argumentos de séries inéditas que desenvolveu, mas todas poderão ser negociadas através de uma empresa do escritor, como forma de facilitar as negociações.

“Não quero mais ser contratado. Mandei os projetos através da minha firma. A plataforma ou produtora que se interessar não vai me pagar. A proposta é me associar ao empreendimento. Eu, quer dizer, minha firma fica integralmente responsável pelo texto. Vamos ver se essa gente topa jogar assim. Garantia de qualidade do texto não falta”, garantiu Marcílio a esta coluna do RD1.

Além da Band, que ainda não retornou o contato, o autor enviou os projetos para as plataformas de streaming Netflix, Turner e Fox, mas deixou o Globoplay de lado. Recentemente, em entrevista ao RD1, Moraes afirmou que se sente boicotado pela Globo por conta de suas entrevistas polêmicas.

Questionado sobre a possibilidade de emplacar a segunda temporada da série Plano Alto, que foi rejeitada pela Record, Marcílio afirmou que este projeto está enterrado na emissora da Barra Funda. “Hoje teria de ser uma nova proposta, que ainda não elaborei, não por falta de ideia, mas de oportunidade”, disse.

Sobre a retomada da dramaturgia da Band, ainda não há oficialmente projetos em desenvolvimento. A emissora abandonou as novelas em 2008, após o insucesso de Água na Boca. A produção da substituta, uma versão da colombiana Pasión de Gavilanes, acabou suspensa. Desde então, apenas tramas importadas ocupam o horário nobre da emissora e, a partir de setembro, uma reprise assume a faixa: Floribella (2005).

CONTINUE LENDO →

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.