Bolsonaro chama Doria de “moleque” e “calcinha apertada” e Datena fica em silêncio

Bolsonaro
Bolsonaro ataca João Doria em entrevista a Datena (Imagem: Reprodução – SBT – TV Cultura / Montagem – RD1)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) partiu para o ataque e chamou o governador João Doria (PSDB) de “moleque”, “sem moral” e “calcinha apertada” durante entrevista a José Luiz Datena, na tarde desta sexta-feira (15), na Band.

Após ter sido chamado de facínora pelo líder do executivo paulista por causa da crise enfrentada pelos hospitais de Manaus, Bolsonaro rebateu a fala do rival político e defendeu sua posição com relação ao caos vivido pela capital do Amazonas:

“É hora de nos unirmos pelo bem e para o bem. Tem pessoas morrendo em Manaus por asfixia! Em abril, o STF decidiu que o presidente não poderia interferir em estados e municípios sobre ações da covid-19. Ponto final! O que nós fizemos ao longo desse tempo todo? Ajudamos com recursos. E muitos!”.

Não demorou muito até que o Chefe do Executivo lançou indiretas para Doria. Primeiro, chamou o governador “não tem moral para falar de ninguém” e esbravejou:

“Já que o Doria quer falar… ele diminuiu o número de leitos de UTI para covid-19 em São Paulo. Em consequência, com o mesmo número de infectados, os hospitais que sobraram dobraram as internações. São Paulo é um dos estados que tem mais infectados. Ele tem coragem moral? Esse pilantra aí não é homem!”.

O “capitão” afirmou a Datena, que permaneceu em silêncio praticamente durante toda a entrevista, que não pode interferir nas medidas contra a Covid-19. “Estou cometendo um crime por ajudar Manaus! Se esse moleque que governa SP tem coragem moral, critica o STF! Estou desobedecendo o Supremo!”, ironizou.

Bolsonaro voltou ao ataque e chamou João Doria de “calcinha apertada” e acusou o tucano de ter fechado São Paulo antes de uma viagem programada para Miami:

“Ele fechou São Paulo e foi para Miami! Ele se perdeu completamente por ambição. Essa passagem por São Paulo é o último capítulo da vida política dele. Calcinha apertada… seja homem! É duro mexer com quem tem um comportamento como ele. Nada contra a opção, mas é duro trabalhar com quem tem esse tipo de opção. Medíocre. Ele não sai na rua. Se sair vai ser linchado”.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›