Exclusivo: Locomotivas não será reprisada no Canal Viva após O Salvador da Pátria

Locomotivas
Lucélia Santos (Fernanda) em Locomotivas; novela de 1977 não substitui O Salvador da Pátria no Canal Viva (Imagem: Nelson Di Rago / Globo)

O Canal Viva não vai exibir Locomotivas (1977) após O Salvador da Pátria (1989). A novela de Cassiano Gabus Mendes constava em um plano de grade para este ano que acabou não se confirmando. Consultado, o Viva informa que não assegurou “em nenhum momento a exibição” da trama, o que, de fato, procede – a notícia surgiu na coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Trocas na fila do Viva são comuns e ocorrem, normalmente, por questões relacionadas a direitos autorais, de imagem ou de músicas, além de eventuais problemas com a íntegra das obras. Casos, por exemplo, de Tieta (1989), exibida após anos de entrave por questões burocráticas, e Roda de Fogo (1986), que, sem o capítulo 90, foi direto para o Globoplay.

Locomotivas foi a primeira novela totalmente a cores das 19h. O folhetim, que emplacou a maior audiência da faixa nos anos 1970, acompanha a trajetória de Milena (Aracy Balabanian), mulher solitária que abdica do viúvo Fábio (Walmor Chagas) em prol da irmã Fernanda (Lucélia Santos). Ao longo da narrativa, descobre-se que Milena, na verdade, é mãe da jovem.

Fernanda foi criada pela avó Kiki Blanche (Eva Todor) como filha adotiva. O salão de beleza de Kiki serve de ponto de encontro das personagens, assim como o bar Tia Joana, revitalizado pelo português Machadinho (Tony Correia). Ainda, o envolvimento de Netinho (Dennis Carvalho), sempre oprimido pela mãe Margarida (Mirian Pires), com a vizinha Celeste (Ilka Soares), mais velha do que ele.

A respeito da substituta de O Salvador da Pátria, a coluna apurou, mas não conseguiu descobrir o título escolhido pelo Canal Viva. O horário das 14h30 vem, há tempos, exibindo apenas folhetins dos anos 1980. Entre os mais aguardados, estão Plumas & Paetês (1980), Jogo da Vida (1981), Sétimo Sentido (1982), Louco Amor (1983), Amor com Amor se Paga (1984), Livre Para Voar (1984), Hipertensão (1986), Direito de Amar (1987), Bambolê (1987) e O Sexo dos Anjos (1989).

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›