Globo fecha acordo com herdeiros de Janete Clair e viabiliza reprises

Globo
Globo fecha acordo com herdeiros de Janete Clair e abre caminho para exibição de obras da novelista (Imagem: Reprodução / IMDB)

A disputa envolvendo a Globo e os herdeiros de Janete Clair chegou ao fim. A emissora fechou acordo na Justiça do Rio de Janeiro, encerrando o processo movido pelos filhos da autora, Guilherme, Denise e Alfredo Dias Gomes. Os três questionavam a falta de pagamento, e mesmo de comunicados sobre, referente às vendas e licenciamentos de obras desenvolvidas pela mãe. O remake de O Astro (2011), desenvolvido por Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro, estava no centro da discussão.

Segundo informações dos jornalistas Gabriel Vaquer e Li Lacerda, do portal Notícias da TV, o processo que corria desde o início de 2019 foi finalizado com um acordo homologado entre as partes no mês passado. Sem esta resolução, tramas de Janete não poderiam ser exibidas em TV aberta, TV por assinatura ou streaming – o Globoplay, cabe lembrar, estreia Pai Herói (1979) no próximo dia 27 e deve disponibilizar Pecado Capital (1975) em novembro.

Guilherme, Denise e Alfredo alegavam que, em 1996, receberam R$ 333 mil cada um pela liberação de títulos como Selva de Pedra (1972), O Astro (1977) e Sétimo Sentido (1982). O compromisso da Globo incluía quatro avisos por ano sobre o aproveitamento das produções e o pagamento de royalties acerca das explorações de mercado. 11 anos depois, o contrato ganhou um adendo relacionado ao uso das obras em DVDs e na internet.

A relação azedou quando os herdeiros de Janete Clair observaram o êxito da regravação de O Astro no mercado internacional e o uso de marcas como Irmãos Coragem (1970) em produtos diversos, como canecas. A Globo, alegaram, não os comunicou sobre tais situações, levando os três ao processo. Os irmãos reivindicavam o cumprimento do acordo e os valores que lhes eram devidos. A emissora rebateu, afirmando honrar com suas obrigações, inclusive financeiras.

O acerto de agora inclui a prestação de contas sobre a utilização dos clássicos da “Nossa Senhora das Oito”, bem como o repasse de 5% do valor das novelas, caso a Globo disponha delas de alguma forma. O acervo radiofônico de Janete está nas mãos do SBT até 2043.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›