Reexibição do Lady Night atesta: Ana Maria Braga precisa voltar ao ar!

Tatá Werneck e Ana Maria Braga - Lady Night 2019
Em encerramento de temporada, público reviu a entrevista de Tatá Werneck com Ana Maria Braga (Imagem: Juliana Coutinho / Globo)

Na noite da última quinta-feira (18), a Globo exibiu a última das reprises do Lady Night. Para encerrar a temporada, foi ao ar a entrevista com Ana Maria Braga, gravada originalmente no ano passado.

Durante a conversa, a apresentadora do Mais Você, com toda espontaneidade que lhe é característica, fez algumas revelações inusitadas. “Na outra emissora, a minha cozinha não existia. Era uma tábua, a geladeira era pintada na parede, não tinha móvel, como não tinha pia. Eu precisava colocar embaixo da tábua um balde com água para de vez em quando lavar a mão”.

Ana Maria também falou da relação com Tom Veiga, intérprete do papagaio Louro José: “O mundo está em uma transformação fantástica e da mesma forma as pessoas que veem televisão também mudaram. O Louro me ajuda muito nisso e é o meu alter ego. Então, quando não posso falar, ele fala”.

Ao longo de toda a entrevista, o telespectador viveu uma gangorra de emoções. Quem estava em casa se divertiu com as crises de riso da veterana mediante as brincadeiras e perguntas indiscretas de Tatá Werneck. Na contramão, pode ter sensibilizado quando a convidada contou algum dos perrengues que já viveu.

Um parênteses necessário para um elogio merecido a Tatá. Em vários programas, ela conseguiu me fazer rir e chorar em questão de minutos. Como disse na abertura da entrevista que fiz com ela para o RD1, uma das pessoas mais acolhedoras que conheci.

Entrevista comprovou o carisma de Ana Maria Braga

Todo esse prólogo se faz necessário para dizer que a participação no Lady Night só colocou em evidência, mais uma vez, todo o carisma de Ana Maria Braga. Dito isto, chegamos a uma outra conclusão quase unânime: a Globo precisa se planejar para viabilizar o retorno do Mais Você o quanto antes!

É compreensível o cuidado da emissora em querer preservar a saúde da “guerreira” – que, recentemente, enfrentou e venceu mais um câncer. Por outro lado, existem alternativas para devolver à Ana Maria Braga um programa para chamar de seu.

O quadro de Receitas Especiais dá um charme a mais ao Encontro, é verdade. Mas não é o suficiente para todos que, assim como eu, se acostumaram a passar parte da manhã na companhia da loira. Um dos grandes méritos da veterana é transformar até mesmo as pautas mais banais em um conteúdo interessante.

Além do mais, Ana Maria Braga tem o louvável dom de saber rir de si mesma. E, em mais de 30 anos na televisão, trapalhadas não faltam. É o contraponto ideal para a quase sempre correta Fátima Bernardes.

Se isso não bastasse, a apresentadora fatura. Tanto é que a Globo lançou um plano comercial exclusivo para o quadro Receitas da Ana Maria. Prova disso é que, durante sua aparição no programa vizinho, Ana faz merchans com o Louro José. Agora, também apresenta pílulas sobre outros assuntos, que não a culinária.

Alternativas para a volta do Mais Você

Se a exibição diária for inviável, Mais Você deveria voltar em outros horários (Imagem: Reprodução / Globo)

Se a exibição diária ainda se mostra inviável, por que não transferir o Mais Você para as manhãs de sábado? Uma eventual exibição das 7h ao 12h iria assegurar que Ana Maria se deslocasse aos Estúdios Globo uma vez por semana.

As cinco horas na manhã de sábado se equivalem a quase ao tempo dos programas somados durante a semana. Outra alternativa, mais radical, seria deslocar o Mais Você para o horário nobre.

Lembram quando, em 31 de dezembro do ano passado, uma numeróloga alertou que o Mais Você passaria por profundas transformações? Pois então, essa é a oportunidade perfeita para entregar um auditório para Ana Maria Braga e Louro José!

O que não dá é para ficar sem o carisma, bom humor ou sincericídio de Ana Maria Braga – como ela se autodefiniu para Tatá – na TV. Dito isto, eu diria, mais uma vez, para a Rede Globo: acorda, menina!

CONTINUE LENDO →
Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já trabalhou em revistas de entretenimento no interior de SP e teve passagens pelo próprio RD1. Em tempos de redes sociais, criou um perfil (@jornalistavetv) para comentar TV pelo Twitter e interagir com outros fãs do veículo. Agora, volta ao RD1 com a missão de publicar novidades sobre a programação sem o limite de 280 caracteres.