Sem vaga para veteranos, ex-autores de Globo e Record descartam o streaming

Streaming
Anúncio de Cidade Invisível, da Netflix; modelo de produção do streaming “diminui” figura do autor (Imagem: Divulgação)

O crescimento exponencial do streaming no Brasil movimentou nos últimos anos a produção de séries exclusivas em serviços como Globoplay, HBO, Netflix e Prime Vídeo. Mas este modelo, que empregou equipe técnica e talentos conhecidos da TV aberta, diminuiu o peso da figura que, nas novelas, sempre foi um fator de extrema importância para a identificação do público: o autor.

No streaming, existe uma grande diversidade de roteiristas mais jovens que são contratados para liderar as chamadas salas de roteiros. A maioria destes profissionais está no mercado há pouco tempo, como é o caso de Raphael Draccon, que estreou como colaborador em Supermax (2016), na Globo, e hoje é responsável pelo roteiro de Cidade Invisível e O Escolhido, produções da Netflix.

Com essa nova realidade, muitos escritores consagrados da TV e que não possuem mais contratos com nenhum canal, descartam a possibilidade de migrarem para o streaming. É o caso de Marcílio Moraes, que chegou a ter conversas com alguns executivos dessas empresas, mas revelou à coluna que desistiu de apresentar projetos por sentir que não há espaço para ele.

Disney+

Com 103,6 milhões de assinantes conquistados no streaming apenas no primeiro trimestre de 2021, a Disney está desfazendo parcerias com dezenas de emissoras de TV pelo mundo. Mais de 30 canais já não possuem o conteúdo da produtora em suas programações. Até o fim do ano, o número deverá chegar a 100.

Climão no ar

Embora separados fisicamente, a convivência entre Rodrigo Constantino e Amanda Klein está cada vez mais insustentável no Opinião no Ar, na RedeTV!. Dia desses, o colunista, que reside nos Estados Unidos, pediu para a colega se “empenhar menos” na defesa do governador João Dória, ao argumentar – acredite se quiser –, que o presidente Jair Bolsonaro se empenhou no combate à pandemia.

Fogo alto

Afiliada da Globo no interior de São Paulo e no sul de Minas Gerais, a EPTV encerra hoje (29) o concurso gastronômico multiplataforma Tá Combinado. O projeto em parceria com o Savegnago Supermercados representou um novo momento da relação emissora x anunciantes, do licenciamento de marca até a presença da apresentadora Roberta Campos como garota-propaganda da rede de varejo.

Também o uso do WhatsApp para participação do público – adotado em interações sobre BBB 2021 e No Limite. A grande final será transmitida ao vivo dentro do programa Mais Caminhos, às 14h45. A atração, cabe lembrar, reúne Roberta, Pedro Leonardo e Edlaine Garcia.

Lançamento

Já a Ulbra TV, afiliada da Cultura no Rio Grande do Sul, estreia neste domingo (30), às 11h, o programa Gaúcho Coração. O cantor e compositor Cristiano Quevedo, um dos expoentes da música gaúcha, vai conduzir o papo com convidados, além de evocar elementos da cultura regional.

Antes tarde…

O SBT, finalmente, revirou o baú de Silvio Santos! Depois de recorrer às edições recentes do programa do “patrão” neste mais de um ano de pandemia, o canal vai resgatar amanhã atrações históricas, como Show do Milhão, Show de Calouros, Porta da Esperança e Em Nome do Amor. Os episódios escolhidos destacam encontros de Silvio com Xuxa Meneghel, Sandy & Junior e o grupo Raça Negra.

Talento

Paulo Dalagnoli
Paulo Dalagnoli, de Malhação – Sonhos e Gênesis; ator estudou a Bíblia para novela da Record (Imagem: Fael Gregório)

Atualmente, Paulo Dalagnoli pode ser visto em dois momentos distintos da carreira. O Lírio de Malhação – Sonhos (2014), da Globo, é também o Arcanjo Miguel de Gênesis, na Record. “Malhação foi a minha primeira experiência em novelas, foi uma escola pra mim“, celebra o ator. Já o folhetim bíblico demandou muito estudo. O anjo defendido por Paulo é fundamental na narrativa:

Assisti a muitos filmes e me dediquei muito na leitura da Bíblia. Participei de palestras com o historiador Rodrigo Silva sobre a cultura e o comportamento dos povos naquela época. […] Também conversei com teólogos e recebi mais conhecimento sobre o meu personagem“.

MAIS LIDAS

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›