Globo flexibiliza ações comerciais e libera até QR Code em vinheta de novela

Squeeze inserido na vinheta de Totalmente Demais demonstra flexibilização comercial da Globo
Squeeze inserido na vinheta de Totalmente Demais demonstra flexibilização comercial da Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

Antes reconhecida pela rigidez de suas práticas comerciais, a Globo vem se adaptando aos novos tempos para atrair marcas interessadas em se associar ao conteúdo. A inserção de um squeeze com QR Code na vinheta de Totalmente Demais demonstra que a flexibilização comercial do canal é um caminho sem volta.

A ação inédita foi ao ar na noite desta sexta-feira (24). Na vinheta de intervalo, as informações sobre uma peça de jeans da C&A foram inseridas na lateral e no canto inferior da tela.

Logo na sequência, o primeiro comercial foi protagonizado pela atriz Jéssica Ellen. No elenco da novela das 19h, ela vestia a mesma calça. Veja print:

Atriz Jéssica Ellen apareceu em ação comercial (Imagem: Reprodução / Globo)

Outras ações que demonstram a flexibilização comercial da Globo

Utilizado pela primeira vez na dramaturgia, o squeeze é um formato que já está presente nas transmissões esportivas da Globo. Ele destaca, por exemplo, ofertas dos patrocinadores de futebol.

Recentemente, a Globo disponibilizou um novo plano comercial para as suas sessões de filmes. Ao encontro dessa tendência de anúncios mais explícitos, a emissora também abriu a mesma oportunidade. Até hoje, no entanto, o squeeze nunca apareceu durante um longa-metragem.

Inserção da Seara na vinheta do Encontro

Desde a última segunda-feira (20), o logo da Seara aparece na vinheta do Encontro (Imagem: Reprodução / Globo)

Há algumas semanas, esta coluna adiantou que a Globo estava buscando um novo patrocinador para o Encontro. Para atrair anunciantes, ela ofereceu ao cotista a possibilidade de inserção da marca na vinheta.

Não por acaso, desde a última segunda-feira (20), a marca da Seara aparece no logotipo do programa.

Naming Rights das sessões de filmes

Festival Rexona de Cinema foi ao ar no ano passado (Imagem: Divulgação / Globo)

A flexibilização comercial da Globo também passa pela venda dos Naming Rights das sessões de filmes. Ano passado, por R$ 3,6 milhões, o canal criou o Festival Rexona de Cinema. A faixa de filmes permaneceu no ar por cinco semanas.

Depois, a emissora tentou prorrogar o acordo, mas a marca não demonstrou interesse. Entre outubro e novembro, a Coca-Cola, que patrocinou a Tela Quente em 2019, também adquiriu o Naming Rights da sessão de filmes das segundas.

Vale também citar as tentativas que não tiveram sucesso. Nos fins de ano de 2018 e 2019, a Globo disponibilizou propostas ao mercado, que não foram comercializadas.

Logo de anunciantes e matérias pagas nos programas esportivos

Já há algum tempo, a emissora exibe o logotipo de anunciantes nos programas esportivos, além de, eventualmente, exibir matérias que contêm ações de merchandising.

Pouco antes de deixar a grade, em março deste ano, a versão paulista do Globo Esporte exibiu uma matéria em que torcedores fizeram um churrasco para assistir a um clássico.

Durante a reportagem, closes generosos nas embalagens da linguiça Aurora. O esportivo já tem data para voltar ao ar em todas as praças: 03 de agosto.

Ainda no campo do esporte, vale lembrar que a flexibilização comercial da Globo fez com que a emissora passasse a anunciar as marcas patrocinadoras durante as chamadas de transmissão.

Autorização para que contratados façam publiposts nas redes

Por último, vale destacar a autorização para que seus contratados façam publiposts nas redes sociais. Essa é uma das oportunidades oferecidas aos patrocinadores do futebol, por exemplo.

Assim, Galvão Bueno ou Felipe Andreoli podem fazer campanhas para os patrocinadores da transmissão. Pelo novo plano comercial, Fátima Bernardes também está liberada, mediante acordo próprio, para divulgar a Seara em suas redes.

Qual será o próximo passo da flexibilização comercial da Globo? Façam suas apostas!

CONTINUE LENDO →
Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já trabalhou em revistas de entretenimento no interior de SP e teve passagens pelo próprio RD1. Em tempos de redes sociais, criou um perfil (@jornalistavetv) para comentar TV pelo Twitter e interagir com outros fãs do veículo. Agora, volta ao RD1 com a missão de publicar novidades sobre a programação sem o limite de 280 caracteres.